A empresa portuguesa de referência no mercado dos moldes para a indústria automóvel na Europa, conta com 4 máquinas ONA nas suas instalações de Oliveira de Azeméis, entre elas a TQX10, destinada à maquinação de moldes de grandes dimensões.

\ JR MOLDES REFORÇA AS SUAS CAPACIDADES GRAÇAS À TECNOLOGIA DA ONA

A empresa portuguesa de referência no mercado dos moldes para a indústria automóvel na Europa, conta com 4 máquinas ONA nas suas instalações de Oliveira de Azeméis, entre elas a TQX10, destinada à maquinação de moldes de grandes dimensões.

CONTATO

A JR MOLDES é uma empresa portuguesa especializada no fabrico de moldes para a injeção de plásticos no setor automóvel, entre outros. Registou um acentuado crescimento nos últimos anos, convertendo-se inclusive em “toda uma referência” na indústria dos moldes em Portugal e na Europa, conforme afirma José Manuel Ribeiro, CEO da empresa. Atualmente, a JR MOLDES exporta “praticamente a totalidade da sua produção” para países como a França, a Espanha, a Itália e a Polónia, entre muitos outros.

A JR MOLDES escolheu a ONA como fornecedor de tecnologia EDM, essencialmente devido às nossas elevadas capacidades na maquinação de moldes de grandes dimensões. “A solução que nos foi apresentada pela ONA foi a máquina TQX10. As dimensões do seu tanque permitem-nos maquinar peças com até 4000x2000x1250, e graças aos seus dois cabeçais, podemos realizar o trabalho em metade do tempo, além de trabalhar simultaneamente à direita e à esquerda, como se fossem duas máquinas independentes, dividindo o tanque. Foi uma excelente escolha”, assegura Ribeiro.

A máquina TQX10 de eletroerosão por penetração, de cabeçal duplo e com as maiores dimensões do mercado, permite poupar 50% do tempo de erosão e aumentar em até 200% a produtividade. É perfeita para o fabrico de moldes de grandes dimensões e diferentes cavidades. A incorporação de um segundo cabeçal é algo que está ao alcance de muito poucos fabricantes de eletroerosão à escala global. Na ONA fomos pioneiros no desenvolvimento desta tecnologia há já mais de vinte anos.

Algumas das melhorias introduzidas recentemente nos nossos modelos de eletroerosão de cabeçal duplo são:

  • A possibilidade de mudar a distância entre cabeçais de acordo com as especificações
  • Extensão vertical com alimentador duplo automático. A existência de dois mandris, um no eixo C e outro na ponta da extensão, permite otimizar a utilização dos elétrodos com extensão e erodir a uma maior distância sem colidir com o cabeçal.
  • Ajuste automático do nível dielétrico, mantendo-se sempre ao nível do cabeçal.
  • O software está especialmente concebido para equipamentos de cabeçal duplo, o que facilita a gestão do trabalho das duas cabeças.

Para além da máquina de penetração TQX10, a JR MOLDES também conta, nas suas instalações de Oliveira de Azeméis, 50 quilómetros a sul do Porto, com outros 3 equipamentos ONA:

  • Máquina HS600 de eletroerosão por penetração.
  • Máquina AF35 de eletroerosão por corte de fio.
  • Máquina DR4 de furação por electroerosão.

A melhor relação qualidade-preço

“A ONA é sem dúvida a marca que nos oferece a melhor relação qualidade-preço. Temos investido na ONA praticamente desde o início da nossa atividade em eletroerosão. E sempre deu provas de que se pode confiar nela. Também valorizamos o atendimento recebido. As relações comerciais são excelentes. Conhecem bem a nossa equipa e as suas necessidades e têm sempre bons conselhos para nos dar. E a tudo isto acresce ainda a assistência técnica eficiente”, elogia o CEO da JR MOLDES.

A proximidade e o tratamento personalizado são dois dos nossos traços característicos. Acompanhamos as empresas ao longo de todo o processo comercial de aquisição da máquina: prestamos assessoria nos aspetos técnicos e convidamo-las a conhecer máquinas semelhantes de outros clientes nossos; ou então encorajamo-las a visitar a nossa fábrica em Biscaia (Espanha) para que conheçam no local a nossa tecnologia e se reúnam com os nossos engenheiros.

Por outro lado, contamos com 5 filiais na Europa, América e Ásia, assim como com uma ampla rede de distribuidores altamente qualificada capaz de oferecer um excelente serviço técnico.

Com as máquinas ONA de que dispomos neste momento, estamos em condições de garantir uma boa resposta a qualquer tipo de trabalho de eletroerosão de que necessitemos, sem depender do exterior para nada. Isto faz com que os nossos clientes se sintam mais seguros ao confiar-nos os seus moldes: sabem que serão fabricados internamente, com qualidade e rapidez, bem como a um preço justo”, conclui Ribeiro.